Translate

Professora de Ed. Visual e Ed. Tecnológica

A minha foto

Licenciada em ensino da Educação Visual e Tecnológica pela Escola Superior de Educação de Castelo Branco;

Mestre em Educação - especialidade de Formação Pessoal e Social pela Universidade da Beira Interior, com a defesa da dissertação "Formação Cívica e Criatividade";

Pertence ao Quadro do Agrupamento de Escolas Pêro da Covilhã,  em Covilhã e encontra-se atualmente destacada na Escola Básica  e Secundária Pedro Álvares Cabral, em Belmonte.

  Faz parte da bolsa de formadores do Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua, que lhe permite dar formação nas seguintes áreas/domínios:
A - ÁREA DE CIÊNCIAS DA ESPECIALIDADE:
A17 - Desenvolvimento Pessoal e Social
A53 - Técnicas de Cerâmica e Vidro
C - ÁREA DE PRÁTICA E INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA E DIDÁCTICA:
C05 - Didácticas Específicas (Educação Visual e Tecnológica)

Fomenta uma aprendizagem alicerçada no aprender a viver juntos, aprender a viver com os outros, onde se privilegiam metodologias que permitam o reconhecimento progressivo de si e do outro e a realização de projectos comuns. Acredita fortemente no trabalho em equipa porque, além de proporcionar a partilha de saberes, ideias, experiências e vivências, promove o desenvolver de competências democráticas, tais como: o exercício da responsabilidade, tolerância e solidariedade, conducentes ao bom desempenho cívico e produtivo e ao consequente desenvolver da formação integral da personalidade.

21/12/2010

NATAL NA MINHA ESCOLA "WORKSHOP DE ORIGAMI 2010"


CURIOSIDADES SOBRE A TÉCNICA DE ORIGAMI
O Origami é uma técnica oriental milenar iniciada há mais de 2000 anos na China. Todavia, as principais dobragens são de origem japonesa, país responsável pela sua difusão mundialmente. Tradicionalmente, esta técnica é conhecida, em especial na China e Japão. Ori significa dobrar e kami significa papel, portanto Origami é a arte de dobrar papel. Arte vem de “artus” que significa fazer bem feito, com perfeição e excelência. É um acto de organização estética e de domínio do conhecimento, e cria impacto de excelência e de inovação criativa.
A geometria das dobragens no plano e espaço, a paciência/persistência, o relaxamento, a memorização, a exactidão e a coordenação motora necessárias, contribuem para a integração de grupos, criar histórias, poemas, dramatizações, construções colectivas, analisar a qualidade de processos e outros benefícios.
O convite realizado à comunidade escolar, pela Turma 10 do 6ºAno de escolaridade, para participar neste "workshop de origami" , teve entre outros objectivos, levar cada participante a dedicar-se ao trabalho, expressar-se cada vez com maior exactidão, concentração e paciência, procurando aprimorar a qualidade do produto e a sua criatividade.
O uso das mãos e dedos é considerado por muitos investigadores, de grande importância para o desenvolvimento das percepções cerebrais, porque estimula e desenvolve novas conexões entre os neurónios, traçando novos caminhos. Daí, o Origami ser considerado um óptimo exercício para a criatividade e concentração, onde a mente e as mãos se conjugam criando uma harmonia entre os dois hemisférios cerebrais de forma agradável e suave.
Aprende-se muito com o sentido do tacto. A sua coordenação com a visão e os outros sentidos, estimula a estética, a habilidade social e sobretudo a criatividade, por ser uma actividade rica em possibilidades inovadoras.
Algumas pesquisas têm vindo a revelar que a prática do Origami na educação de crianças e de adultos ajuda a desenvolver as seguintes competências:
  • Pessoais ao nível comportamental – através de movimentos repetitivos, o aprendiz deve observar e ouvir com atenção as instruções do orientador, e executá-las com qualidade e carinho, cujo sucesso do trabalho depende muito do executor, mostrando a importância da autonomia e domínio do trabalho, desenvolvendo o pensamento intuitivo;
Sociais através do trabalho em equipa/grupo – o acto de dobrar um quadrado ou rectângulo de papel, transformando-o num objecto tridimensional como, por exemplo, esta árvore de Natal, é um exercício importante para estimular o raciocínio espacial e obter formas simétricas Observando-se o trabalho do outro ou, ajudando-o a efectuar algumas dobragens mais difíceis, é aprender a desenvolver e criar hábitos de inter-ajuda e partilha de saberes ou trabalho em equipa.
A arte do Origami é, portanto, uma actividade criativa que transmite curiosidade e alegria e finalmente leva o executante a ter orgulho e satisfação perante a obra concluída.
Uma folha de papel dobrada e desdobrada, mostra as inúmeras possibilidades da arte do Origami, contribuindo para o crescimento e desenvolvimento do talento e potencial humano.
Com papéis pintados, coloridos ou impressos que na maioria das vezes são inutilizados, pode-se construir figuras simples e complexas. A realização de plantas, animais, flores e objectos diversos, segundo uma variedade de construções e ideias criativas dos origamistas, pode-se transformar num presente para os olhos, mente e sentimentos (“Recre@rte” Nº3 Junio 2005 ISSN: 1699-1834 ).

Desejo a todos os meus leitores um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo 2011, com muita saúde, paz e amor.
Com amizade, Isabel Manso

















"Workshop de origami" - Construção de pinheiros de Natal




















































Relatório de avaliação da actividade






Dando cumprimento ao Plano Anual de Actividades e no que concerne à área curricular disciplinar de Educação Visual e Tecnológica, os alunos do 5º1; 5º2; 5º3; 5º7 e 6º10 participaram na decoração natalícia, na exposição “Pinheiros de Natal” em Origami, tendo estes últimos, ainda, participado na preparação e dinamização de um “Workshop de Origami” aberto à comunidade escolar.
É de salientar a boa adesão por parte de toda a comunidade escolar, quer na participação de forma organizada, quer no respeito e manutenção dos materiais/equipamentos que esta actividade envolveu. Concluindo-se que o desenvolver de actividades desta natureza, não só contribui para a valorização do trabalho dos alunos, melhorando a sua auto-estima e auto conceito, criatividade e autonomia como também, proporcionou o desenvolver de competências cívicas, tais como, o exercício da responsabilidade, tolerância e solidariedade.

Sem comentários: